Eficiência Energética

A eficiência energética visa reduzir o consumo de energia em edificações novas ou já existentes por meio da implementação de tecnologias eficientes de iluminação, condicionamento de ar e isolamento térmico sem reduzir os níveis de conforto. A eficiência energética envolve diversas soluções de forma integrada, desde o conceito de arquitetura bioclimática, conforto ambiental, aproveitamento de iluminação natural, uso de materiais de envoltória e vidros eficientes, até o desempenho de equipamentos elétricos, sistema de ar-condicionado eficiente, sistema luminotécnico, elevadores com baixo consumo de energia, entre outros. 

 

Novas tecnologias permitem a realização de simulações computacionais para avaliar o desempenho das edificações antes que elas sejam construídas, ou então propor melhorias em edificações já existentes. Assim, é possível avaliar as soluções mais adequadas de forma integrada, para garantir que o edifício consuma o mínimo de energia possível. Os resultados quantitativos das simulações podem ser utilizados para informar sobre a eficiência energética a quem for comprar ou locar os imóveis, comprovando reduções significativas no consumo de energia em toda a edificação.


A Tellus realiza simulações para tomar decisões e promover melhorias nos próprios projetos, como também fornece este serviço como consultoria para terceiros.

Selos e Certificações

As certificações ajudam a comprovar que os empreendimentos foram projetados e construídos de forma inteligente e integrada, considerando evitar impactos ao meio ambiente como um todo, trazendo benefícios à sociedade e ao local onde será construído, e proporcionando bem-estar e saúde para seu ocupantes. 

 

Para construtoras e incorporadoras, as certificações contribuem para a valorização dos imóveis, possibilitando aumento na velocidade e no valor de venda ou locação dos empreendimentos além de permitir reconhecimento como empresa ambiental e socialmente consciente de seus impactos. 

 

Para os proprietários e ocupantes dos imóveis, as certificações e selos garantem que eles morem ou trabalhem em um ambiente saudável, confortável e funcional. Outro atrativo para os usuários é a economia de energia, água e despesas com manutenção no geral, reduzindo custos e valorizando o patrimônio.

A biologia das construções analisa cada edificação como um ser vivo que, assim como qualquer outro ser, influencia positiva ou negativamente a vida das pessoas que estão no seu interior. E para garantir que estas pessoas se mantenham saudáveis morando ou trabalhando nesta edificação, a biologia das construções avalia uma série de questões que podem influenciar tanto na saúde e bem-estar dos usuários de uma edificação, mas também da recuperação ou manutenção dos ecossistemas urbanos em equilíbrio com os meios naturais.

Biologia das Construções

 
 

Cadastre-se

e fique por dentro dos próximos eventos!

CONSULTORIA

  • Geobiologia

  • Ondas e campos eletromagnéticos

  • Feng Shui

  • Healthy Building Certificate (HBC), ou Selo Casa Saudável

  • Etiqueta PBE Edifica

  • Simulação termo-energética

  • Simulação lúminica

  • Verificação da Norma de Desempenho

  • Estudo de viabilidade para sistemas de energia solar

Eficiência Energética

Biologia das Construções

Selos e Certificações

 

Além da prática de saudabilidade e sustentabilidade em seus projetos, a Tellus Arquitetura Sustentável dá suporte para outros profissionais da área de construção por meio da consultoria. Assim, pouco a pouco, é desenvolvida a cultura da sustentabilidade nos edifícios e cidades. 

 

Por meio da consultoria, a Tellus auxilia outros arquitetos e urbanistas, engenheiros, construtores e incorporadores a projetarem e construírem de forma consciente quanto aos impactos gerados ao meio ambiente e à saúde humana. Além disso, também é possível realizar consultorias para adaptar edificações já existentes. A análise da Qualidade do Ar Interno (QAI) e o levantamento de radiações de campos e ondas eletromagnéticas fazem parte deste processo.

As simulações termo-energéticas são feitas no software EnergyPlus, mundialmente reconhecido e validado, com uso especificado por normas nacionais e internacionais. A ferramenta considera diversas informações e dados de entrada, como geometria do edifício; materiais de pisos; propriedades térmicas de paredes e coberturas; tamanho e especificação dos vidros; materiais de janelas e portas; condições climáticas locais; posicionamento e trajetória do sol; velocidade e direção de ventos típicos; influências de vegetação; topografia e edifícios do entorno; padrões de ocupação de pessoas; padrões de uso de equipamentos elétricos, eletrônicos, de iluminação artificial e de qualquer outro sistema que consuma energia e possa gerar calor dentro ambientes. 


Como resultados, se obtém estimativas de consumo de energia e das temperaturas médias internas. Com isso, é possível avaliar se as temperaturas atendem às condições satisfatórias de conforto térmico e se consumo energético é adequado. Caso necessário, alterações são realizadas até que haja um equilíbrio entre a temperatura e consumo de energia.

Simulação termo-energética

A simulação lumínica avalia a intensidade de luz natural nos ambientes ao longo dos dias e do ano, integrando soluções de projeto que contribuam para redução da necessidade de iluminação artificial e evitando o consumo de energia elétrica. 


As simulações também podem auxiliar no dimensionamento do projeto luminotécnico e circuitos elétricos, evitando que sejam especificadas lâmpadas com intensidade e quantidade acima do necessário para o conforto, produtividade e desenvolvimento das atividades específicas de cada ambiente.

Simulação lumínica

Em julho de 2013, entrou em vigor a Norma de Desempenho de Edificações, ABNT NBR 15575/2013, que estabelece exigências de conforto e segurança em edificações residenciais. As regras privilegiam os benefícios ao consumidor e dividem responsabilidades entre fabricantes, projetistas, construtores e usuários em relação aos níveis de segurança, conforto e resistência de diversos sistemas, como estrutura, pisos, vedações, coberturas e instalações, etc. 

 

Por um lado, a norma de desempenho visa incentivar e balizar o desenvolvimento tecnológico e, por outro, orientar a avaliação da eficiência técnica e econômica das inovações tecnológicas. Os projetistas devem garantir que seus projetos atendam ao desempenho mínimo requerido pela NBR 15575 em todos os quesitos. 


A Tellus, além de entregar projetos que atendam à norma, também presta consultorias para outros projetistas que desejam garantir o desempenho térmico e lumínico de suas edificações, através de simulações computacionais previstas pela norma. Empresas certificadas pelo PBQP-H e imóveis que serão financiados por bancos ou fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida devem comprovar o desempenho térmico e lumínico mínimo, entre outros.

Verificação da Norma de Desempenho

Com o auxílio de simulações computacionais, a Tellus desenvolve análises de radiação solar e sombreamento nos telhados e superfícies da edificação, para identificar os melhores locais para implantação de sistemas de energia solar. Devido ao alto custo de instalação, é fundamental que os sistemas funcionem da forma mais eficiente possível. A simulação permite determinar o potencial de geração de energia fotovoltaica ou do aquecimento solar de água, e a partir disso é possível avaliar a viabilidade dos sistemas, calculando o retorno do investimento e payback. 


O estudo considera o perfil de consumo do empreendimento e possibilidade de investimento de cada um. Ele é indicado para quem deseja saber a viabilidade em implementar sistemas de energia solar, seja em construções já existentes ou durante a fase de projeto para novas edificações. No segundo caso, é possível sugerir alterações de projeto para favorecer o desempenho dos sistemas, caso necessário.

Estudo de viabilidade para sistemas de energia solar

Geobiologia, ou Medicina do Habitat, é a ciência que estuda os efeitos das construções na saúde das pessoas. Ela busca identificar pontos que podem causar algum desconforto e até mesmo enfermidades em locais de longa permanência. Por meio de levantamentos geobiológicos, é possível identificar influências telúricas, que vêm da terra, no terreno ou nas edificações, e assim determinar eventuais impactos e desequilíbrios na saúde dos usuários, causados por estas interferências. 


Quando integrada com a biologia das construções, a geobiologia identifica fontes naturais e artificiais de radiação. Por meio da radiestesia são detectadas as influências telúricas e as zonas geopatogênicas dos locais. Aí, o papel da Tellus é propor soluções que garantam que ambientes de longa permanência, como quartos e estações de trabalho, estejam localizados em zonas fora desta influência indesejada para estes usos.

Geobiologia

A ciência vem alertando, ao longo das últimas décadas, sobre os riscos que os campos e ondas eletromagnéticas podem atingir a saúde dos seres vivos. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já classifica a poluição eletromagnética dentro da categoria potencialmente carcinogênico, que favorece o desenvolvimento de câncer


As radiações artificiais podem provocar alterações no metabolismo do ser humano e, a longo prazo, causar uma série de desconfortos e enfermidades. As pessoas que vivem nos centros urbanos estão rodeadas por essas influências, e por isso a Tellus se preocupa em minimizar ao máximo seus níveis de exposição em ambientes como quartos de dormir e estações de trabalho. Por meio de equipamentos, a Tellus faz medições e análises dos campos e ondas encontrados em um determinado local, propondo soluções para reduzir a influência dessas radiações nas pessoas.

Ondas e campos eletromagnéticos

Feng Shui

O Feng Shui é uma técnica chinesa milenar que busca observar e conhecer os ambientes, entendendo como eles se relacionam com seus usuários. O Feng, como é carinhosamente chamado pelos seus adeptos, cria condições para que a construção detenha a força vital que vem de fora (Qi), e impeça que essa força se dissipe para fora da construção. Assim, a técnica tem como resultado ambientes mais harmônicos para seus usuários.


O Feng Shui atual apresenta algumas escolas que atuam com métodos próprios. A Escola da Forma e a Escola da Bússola, por exemplo, agem de forma interdependente e podem ser aplicadas em um mesmo projeto. A Tellus pode aplicar a técnica de forma direta na elaboração dos projetos arquitetônicos, até prestar consultorias para análise de ambientes internos e externos.

Healthy Building Certificate (HBC)

Selo Casa Saudável

A Tellus sempre busca projetar edificações saudáveis, ou seja, que não causem ou favoreçam o aparecimento de enfermidades em seus usuários. O Selo Casa Saudável, também conhecido internacionalmente como Healthy Building Certificate, é uma certificação de projetos, edificações, profissionais, produtos e manutenções voltado para a construção civil que tem como objetivo assegurar e validar que os ambientes construídos sejam saudáveis ou promovam bem-estar

 

Na modalidade projetos, o Selo atesta que determinado projeto está atendendo a uma série de parâmetros de salubridade, contemplando itens como qualidade dos materiais a serem empregados, desenho técnico, projetos elétricos, hidráulicos, luminotécnicos, acústicos, paisagístico, sustentabilidade e de manutenção saudável.


O Healthy Building Certificate destaca algumas vantagens da utilização desta certificação:

 

  • Valorização do projeto do futuro imóvel

  • Atendimento a uma faixa da sociedade interessada em saúde e bem-estar

  • Posicionamento no mercado de forma inovadora e assertiva

  • Aumento da retenção e produtividade

  • Modernização e menor obsolescência da edificação

A Tellus presta consultoria para as seguintes certificações:

A Etiqueta PBE é o selo de conformidade que evidencia o atendimento a requisitos de desempenho estabelecidos em normas e regulamentos técnicos por órgãos como o Inmetro e a Eletrobras, certificando produtos e edifícios quanto à eficiência energética dos mesmos. 

 

A Etiqueta Nacional de Conservação de Energia (ENCE) classifica os equipamentos, veículos e edificações em faixas coloridas, em geral de “A” - mais eficiente - a “E” - menos eficiente. Seu formato já é bastante conhecido, justamente por estar presente em geladeiras, fogões, automóveis e etc. Já a Etiqueta PBE Edifica faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) e do Plano Nacional de Energia. Ela pode ser obtida para edificações comerciais, públicas e edificações residenciais, avaliando principalmente o desempenho dos materiais da envoltória, sistema de iluminação, sistemas ar-condicionado e outros. 

 

Desde 2014 é obrigatório que novos edifícios públicos no âmbito federal possuam a etiqueta com nível A de eficiência. Este selo está em vias de se tornar obrigatório também para todos edifícios comerciais, e em um futuro próximo, para edificações residenciais. Desta forma, o consumidor final fica ciente da eficiência e do consumo de energia ao comprar ou alugar um imóvel.

Etiqueta PBE Edifica

41 . 3045-5900

contato@tellus.arq.br

 

Av.  Pres. Getúlio Vargas, 937

Rebouças, Curitiba - PR

Tellus Arquitetura
  • Arquitetura_saudável.png
  • Grey Instagram Icon
  • Cinza ícone do YouTube
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Ícone
  • Grey LinkedIn Icon